sábado, 12 de dezembro de 2009

Sem medo de despedidas...sem medo de separações!!!



Ontem ouvi a mensagem de um jovem colega, que conheci recentemente, através do meu professor de Inglês, palavra abençoada!!! acertiva em meu coração!! Muito pelo momento em que estou vivendo; de preparo para deixar minha amada família, meus queridos amigos, a terra em que nasci, vivi, a estrutura em que me desenvolvi, mas também muito mais além passei a refletir, a palavra foi mais profundamente no meu coração...

Ele ilustra sua mensagem com momentos de despedidas contadas na Palavra de Deus; despedidas necessárias; do próprio Jesus com seu discipulos (Jo.16) - uma separação do Deus em carne nesta terra, para que fosse possível a vinda do Espirito Santo em cada um de nós!!

Outro exemplo foi de Ló com Abrão (Gn.13), uma despedida necessária para que a Promessa de Deus fosse liberada e cumprida na vida de Abrão!!

José também, foi forçado a se despedir, ele foi vendido e isto foi preciso para que a Promessa também se cumprisse na vida dele!!

Na vida de Ana também em Samuel, quando ela entrega o próprio filho, para servir no templo, foi necessária esta separação, para que Samuel se tornasse um grande Juiz em Israel!!

A despedida, a separação quando esta no coração de Deus vem para trazer avanço, crescimento e aprendizado!!

E por fim, através da palavra de Lucas 9:57 a 62, podemos entender a dificuldade em que o ser humano tem em se separar das coisas que precisam ser deixadas, muitas vezes situações passadas, e até mesmo presentes, coisas que já morreram, que não existem e não podem mais existir, pois não geram mais vida em nós, mas que ainda deixamos congeladas em nosso coração, que ainda não conseguimos enterrar, se despedir de uma vez por todas e desta forma somos impedidos de receber o novo, de avançar e de crescer.

Muitas vezes perdemos pessoas amadas, pela morte, por rompimentos de relacionamentos, mas ainda deixamos congeladass dentro de nós, é necessário se despedir verdadeiramente delas.

Fracassos profissionais, sonhos não realizados, o passado, muitas vezes ainda permanecem congelados no coração, para que uma hora ou outra olhemos para ele e pensemos, se...se...se isso deve se enterrado para que novos sonhos, sonhos melhores e maiores sejam plantandos em nosso coração, para darmos espaço para o Novo em nossa vida....

O desafio para nós é verso 62 de Lucas 7, não olhar para trás, não mais olhar para o quê congelamos em nosso coração, chega, é necessário enterrar e verdadeiramente se despedir para que possamos avançar, prosseguir para o Alvo que Cristo tem para Nós, para o Novo Tempo de Deus em nossa vida!!

ENTERRE E SE DESPEÇA DAQUILO QUE SEGURA O TEU CORAÇÃO, QUE SEGURA OS TEUS PÉS E TE IMPEDE DE CAMINHAR DE VIVER O NOVO DE DEUS EM SUA VIDA!!

domingo, 25 de outubro de 2009

Não a causa, mas o FIM!!

Estou no início de um livro chamado "Tempo de Descoberta", do autor; Fábio Diniz, ontem finalizei a leitura em um capítulo muito triste, em que se narra a perda de uma pessa muito próxima e querida por parte do protagonista da história.

Gostaria de refletir um pouquinho em algumas palavras deste capítulo;

" ...Aprendi que o grande segredo da vida, não é o que acontece, e sim como recebemos o que acontece, como reagimos nas situações da vida, e não apenas nas ruins, mas nas boas, nas quais o orgulho e vaidade nos tentam a viver em um mundo de ilusões..."

É engraçado como as pessoas gostam ou necessitam de atribuir causas a todas as circunstâncias em que vivemos, ' fulano tá passando por isso porquê no passado fez isso...ou eu devo estar passando por isso porquê... porquê, porquê, porquê....

Sim, é claro que existem as consequências de todos os nossos atos, de nossas escolhas, que são inevitáveis serem vividas e sim, com certeza iremos colher o quê plantamos...

Mas, para mim, essa não é a única verdade a respeito da vida...eu creio que há uma razão muuuiittoo maior do 'porquê' que determinadas coisas acontecem...que esta acima de qualquer outro ' porquê'!!

Eu penso que tudo o quê passamos tem um 'objetivo' e não simplesmente um 'porquê', inclusive o 'objetivo' é muito mais proveitoso do quê o 'porquê', uma vez que o 'objetivo' visa o futuro e o 'porquê' se atribui ao passado...

Eu creio que O Criador da vida, conhece plenamente o coração, e a personalidade de cada uma de suas criaturas...e para aqueles que decidiram por crerem em Sua existência e submeter sua vida a Vontade e Propósito DEle, Ele tem como objetivo usar as situações da vida para direcionar aquela vida ao seu propósito.

Sim, eu penso que a maioria das situações nós mesmo provocamos, com nossos desejos, teimosias, durezas, mas Ele usa tudo o quê acontece para preparar nossos coração, nossa maneira de ser para alcançar o Seu propósito...

Gosto de um exemplo, bem acessível a todos, que está da Palavra de Deus...
O princípe do Egito...José (Gn 37 até 45). Ele foi vendido pelos irmãos, pois estes o invejavam, uma vez que José era o filho predileto de Jacó e este demonstrava uma extrema autoconfiança, o quê incomodava demais os seus irmãos.

José foi vendido como escravo, foi acusado injustamente, foi preso, isso tudo durou muito tempo...um tempo de grande sofrimento; imagina que absurdo, o cara, de filho exemplar passou a ser escravo, depois acusado de abusador e por fim um prisioneiro, se ele fosse ficar pensanso o porquê ai ai ai, ele nunca chegaria em lugar algum, mas ele nunca se esqueceu da sua certeza; de que Deus tinha um propósito em sua vida, então ele buscou o objetivo e chegou até ele....Deus o colocou como governador do Egito!! e a vida de toda a sua família chegou até as suas mãos...a história é simplesmente extraordinária!!
A justiça de Deus se manifesta da forma DELE e nossos pensamentos não podem alcançar....

Por isso o importante é o quê fazemos com o quê acontece conosco, o foco não é a situação, mas sim o que ela produzirá em minha vida...talvez se José se tornasse o Governador sem passar por tudo o quê passou, não soubesse, ou não conseguiria administrar o Egito da forma sábia e prudente que administrou, talvez o orgulho e a vaidade pudesse tomar conta de seu coração...



quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Ser Feliz....

Hoje recebi um e-mail com uma mensagem, de autoria desconhecida, bem interessante! Vale a pena compartilhar com voces!!

"Durante um seminário para casais, perguntaram a uma das esposas:
- 'Seu marido a faz feliz? Ele a faz feliz de verdade?'

Neste momento, o marido levantou seu pescoço, demonstrando total segurança. Ele sabia que a sua esposa diria que sim, pois ela jamais havia reclamado de algo durante o casamento.Todavia, sua esposa respondeu a pergunta com um sonoro 'NÃO', daqueles bem redondos e retumbantes!

- 'Não, o meu marido não me faz feliz'! (Neste momento o marido jáprocurava a porta de saída mais próxima).

- 'Meu marido nunca me fez feliz e não me faz feliz! Eu sou feliz'.E continuou:- 'O fato de eu ser feliz ou não, não depende dele; e sim de mim.Eu sou a única pessoa da qual depende a minha felicidade.

Eu determino ser feliz em cada situação e em cada momento da minha vida, pois se a minha felicidade dependesse de alguma pessoa, coisa ou circunstância sobre a face da Terra, eu estaria com sérios problemas.

Tudo o que existe nesta vida muda constantemente: o ser humano, as riquezas, o meu corpo, o clima, o meu chefe, os prazeres, os amigos, minha saúde física e mental. E assim eu poderia citar uma lista interminável,mais a promessa não.....Eu decido ser feliz!

Se tenho hoje minha casa vazia ou cheia: sou feliz!Se vou sair acompanhada ou sozinha: sou feliz! Se meu emprego é bem remunerado ou não: eu sou feliz!Sou casada mas era feliz quando estava solteira.

Eu sou feliz por mim mesma.As demais coisas, pessoas, momentos ou situações eu chamo de 'experiências que podem ou não me proporcionar momentos de alegria e tristeza'.
Quando alguém que eu amo morre eu sou uma pessoa feliz num momento inevitável de tristeza.

Aprendo com as experiências passageiras e vivo as que são eternas como amar, perdoar, ajudar, compreender, aceitar, consolar. Há pessoas que dizem: hoje não posso ser feliz porque estou doente, porque não tenho dinheiro, porque faz muito calor, porque alguém me insultou, porque alguém deixou de me amar, porque eu não soube me dar valor, porque meu marido não é como eu esperava, porque meus filhos não me fazem feliz, porque meus amigos não me fazem feliz, porque meu emprego é medíocre e por aí vai.

Eu amo meu marido e me sinto amada por ele desde que nos casamos. Amo a vida que tenho mas não porque minha vida é mais fácil do que a dos outros. É porque eu decidi ser feliz como indivíduo e me responsabilizo por minha felicidade. Quando eu tiro essa obrigação do meu marido e de qualquer outra pessoa, deixo-os livres do peso de me carregar nos ombros. A vida de todos fica muito mais leve. E é dessa forma que consegui um casamento bem sucedido ao longo de tantos anos'.

Nunca deixe nas mãos de ninguém uma responsabilidade tão grande quanto a de assumir e promover sua felicidade.

SEJA FELIZ, mesmo que faça calor, mesmo que esteja doente, mesmo que não tenha dinheiro, mesmo que alguém o tenha machucado, magoado, mesmo que alguém não o ame ou não lhe dê o devido valor, resolvi ser feliz e quer mesmo saber o porque??
Somos forasteiros nesta vida o melhor ainda esta por vir pois um dia ele nos fêz esta promessa ( na casa de meu Pai ha muitas moradas e eu vou preparar o seu lugar)...seja FELIZ confie em JESUS. "
(autoria desconhecida)

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Me chamou a atenção...

"Fácil é ver o que queremos enxergar.
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto.
Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil."


Esta frase me chamou a atenção ao ler este texto do Drummond, incrível como nós somos capazes de enxergar o quê não existe e muitas vezes não enxergamos muitas das coisas que são reais...como o autor diz; 'fácil é ver o que queremos enxergar'; muitas vezes para satisfazer nosso desejo e necessidade vemos o quê queremos enxergar....e somos enganados por nossa própria ilusão!!

("Ilusão =
1. Engano dos sentidos ou pensamento.
2. O que se nos afigura ser o que não é.
3. Quimera (Coisa resultante da imaginação)
4. Esperança irrealizável."
)

Pois é... o ser humano tem a capacidade de ver o quê quer enxergar, isso é fato!! mesmo não existindo, e isso é muito fácil de acontecer...o dificil é saber se o quê estamos vendo é real ou não...admitir então é pior ainda, mais dolorido...

Acredito que assim como cada um possui sua impressão digital, cada um possui sua estrutura psíquica (o quê é relativo à alma ou às faculdades morais e intelectuais) e é esta estrutura, que é única em cada um, que nos faz enxergar de deteminada maneira...ou ainda não enxergar...

É de acordo com a forma que fomos criado, com as experiências que vivemos e os valores que nos passaram que formamos nossa estrutura psíquica, e passamos a enxergar de tal forma, para que nossas necessidades sejam supridas e nossos anseios respondidos.

A saúde psicológica e emocional esta em enxergamos a realidade de fato como ela é, por isso é muito importante questionar a visão que temos de uma situação e até mesmo a respeito uma pessoa, é questionando e buscando as diversas formas que existem ´de se ver´\ perspectivas que chegaremos perto do real, ou na melhor forma de enxergar, aquela que produza algo bom e sincero....

terça-feira, 29 de setembro de 2009



MÁSCARAS - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

...

Fácil é ouvir a música que toca.
Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.

Fácil é ditar regras.
Difícil é seguí-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.


Fácil é perguntar o que deseja saber.
Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.


Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.
Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.

Fácil é dar um beijo.
Difícil é entregar a alma. Sinceramente, por inteiro.

Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.

Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.

Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.

Difícil é ocupar o coração de alguém. Saber que se é realmente amado.

Fácil é ver o que queremos enxergar.
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto. Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.


Fácil é sonhar todas as noites.
Difícil é lutar por um sonho.


Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.
Difícil é mentir para o nosso coração.

Fácil é dizer "oi" ou “como vai”?
Difícil é dizer "adeus". Principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas...


Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.
Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.

Fácil é querer ser amado.
Difícil é amar completamente só. Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar e se entregar. E aprender a dar valor somente a quem te ama.


Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.


Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.

Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.

Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Ou ter coragem pra fazer.

Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende.

E é assim que perdemos pessoas especiais.




sexta-feira, 21 de agosto de 2009

HISTÓRIA - UMA VIDA, UMA HISTÓRIA!!


...deixar de ser vítima da história de minha vida e entregá-la ao Autor dela para que me instrua a construir uma nova e verdadeira história...

Bom, estive pensando a respeito de uma frase de um admirável autor; Fernando Pessoa:

"...Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história...",

Concordo plenamente que não devemos nos posicionar como vítimas dos problemas da vida, agora de sermos autores de nossa própria história, daí já é de se pensar... estamos felizes com nossa história? não apenas história individual, mas a qual estamos escrevendo enquanto sociedade..conjunto de pessoas que compartilham de uma mesma época, propósitos e interagem entre si constituindo uma comunidade....

Se pararmos um minutinho para avaliarmos a história que o ser humano tem escrito, pelo menos desta última decada, concluo que não há uma linda história sendo escrita; as tragédias tem crescido a cada dia, nos noticiários nos estarrecemos com uma informação mais triste que a outra; a família não tem mais o espaço que deveria ter, o quê importa é o dinheiro, afinal, precisamos dele, certo? precisamos dele? até que ponto precisamos dele?


a ponto das pessoas se tornarem tão individualistas e não enxergarem mais os que a rodeiam, passar por cima de um igual seu para fazer sua carreira? não se incomodar mais com a fome de alguns por estar aconchegante com o conforto que tem?


ao ponto da agenda estar tão lotada e não haver mais tempo para estar com os filhos e parar para olhar para seu conjuge com o mesmo olhar de quando tudo começou?


de olharmos para um ser humano jogado na calçada, drogado e o enxergar com o mesmo desprezo que um cão sarnento, aliás, nem isso, porque hoje o ser humano em geral tem tratado os cães muito melhor que alguns de sua própria espécie, o Ser humano desacreditou dele mesmo? será isso?
a impressão que dá é que existem mais movimentos de cuidado com os animais do quê para com as crianças esfomeadas, lumbriguentas por comerem restos do lixo, violentadas e negligênciadas...afinal, isso não dá dinheiro...e não temos tempo né?


E se olharmos para nossa história politica, economica então...também não temos do que nos argulhar...então penso; fazermos nossa história? pra quê? pra chegar onde? com qual propósito?
O quê estamos fazendo de nossas histórias?

Paremos, acalmemos e ouçamos o quê Ele; O Autor da Vida, esta nos dizendo em meio a toda esta 'muvuca' dessa história que vivemos....recomendo uma literatura; "Uma vida com propósito" do autor Rick Warren...boa reflexão!!

terça-feira, 17 de março de 2009

ESCOLHAS...

As escolhas fazem parte do nosso cotidiano, desde pequenas decisões no dia, como grandes decisões na vida...e cada uma delas nos traz consequências, ou boas ou ruins, por isso tenho procurado ser prudente em minhas escolhas e decisões, já precipitei muito...como brinco..."já comi muito crú pela pressa"....o que só me causou muiittaaa indigestão...rsrsrrs...mas ainda bem que existe "sal de fruta", o sal de fruta da graça e misericórdia de Deus, que nos oferece sempre mais uma chance de escolhermos de novo, na esperança de que façamos corretamente...
Ele não desiste de nós, Ele é lindo demais!!!
Ele tem o poder de fazer NOVAS TODAS AS COISAS!!!!
Que Deus me ajude e ajude voce
a sermos prudentes e sábios em nossas escolhas!!!

MEU CORAÇÃO - SOLO DE DEUS!!!



"Antes que a semente seja lançada em um solo é necessário que este seja arado, preparado, para que nele se abram 'sulcos', nos quais as sementes cairão e ali as sementes serão germinadas e assim muitos frutos surgirão..."

Em momentos da minha vida senti como que se meu coração estivesse sendo 'destruído', como se buracos estivessem sendo abertos nele, pelas perdas, dores, frustações, correções, decidi então, entregar meu coração a Deus pedindo que este fosse como um solo em Suas mãos, agora sinto que algumas de suas sementes foram e estão sendo colocadas e hoje o que mais quero é que Ele possa colher de meu coração os mais lindos e deliciosos frutos...para que Ele possa se alegrar e dizer 'esta vida valeu a pena enviar a terra!!'